Menu superior

31 agosto 2010

Mari


Porque o que presta também não presta. Além do mais, o que obviamente não presta sempre me interessou muito. Gosto de um modo carinhoso do inacabado, do malfeito, daquilo que desajeitadamente tenta um pequeno vôo e cai sem graça no chão.

CLARICE LISPECTOR- A LEGIÃO ESTRANGEIRA

18 agosto 2010

OYÁ

Existe uma negra em mim
Muitos anos viveu na escuridão da escravidão!
Hoje ela chora
Sinto no meu peito a dor
Uma revolta que não passou.
Existe uma negra em mim
Que em noites de lua busca na lembrança
Sua mãe África que deixou!
Existe uma negra em mim
Que anda pela Bahia procurando Alegria!
Essa negra é linda!
Ela é danada
Tem mágia divina
Brilha quando é chamada.
Essa negra é Oyá!
Iansá Eparrei Oyá!